Geórgia diz que levará mensagem de paz a separatistas da Ossétia do Sul

Tbilisi, 6 ago (EFE).- O ministro de Estado para Assuntos de Reintegração da Geórgia, Temur Yakobashvili, afirmou que levará uma mensagem de paz à reunião de amanhã com representantes da região separatista da Ossétia do Sul, segundo declarações divulgadas hoje pela TV local.

EFE |

"A mensagem do presidente (Mikhail) Saakashvili que transmitirei consiste em que não queremos a guerra e desejamos a paz, pois não há soluções militares para esse conflito", disse Yakobashvili.

A reunião de amanhã representará o primeiro contato entre as autoridades georgianas e os líderes dos separatistas da Ossétia do Sul desde o aumento da violência na zona de conflito.

Na última sexta-feira ocorreram trocas de tiros de armas leves e artilharia, com seis mortos, todos eles separatistas da Ossétia do Sul.

Separatistas e georgianos se acusaram mutuamente de iniciar as hostilidades, que ameaçam reativar o conflito que entre 1990 e 1992 deixou cerca de dois mil mortos.

"Desejamos retomar as relações econômicas, que serão o primeiro passo para restabelecer a confiança entre georgianos e ossetas", disse o ministro georgiano.

Yakobashvili indicou que o Governo de Tbilisi quer propor ao Governo separatista, que controla 65% do território da Ossétia do Sul, o "estabelecimento efetivo de uma zona franca econômica".

O ministro georgiano destacou que a reunião de amanhã com os representantes da Ossétia do Sul é bilateral, e não integra a Comissão Mista de Controle (CMC), da qual fazem parte Rússia, Geórgia, Ossétia do Sul e a república russa da Ossétia do Norte. EFE mv-bsi/fr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG