Geórgia denuncia sequestro de 2 observadores da OSCE

Tbilisi - O Ministério do Interior georgiano denunciou nesta terça-feira que dois observadores da Organização para a Segurança e Cooperação na Europa (OSCE) foram sequestrados na região separatista da Ossétia do Sul, cujas autoridades admitiram que estes foram detidos e, depois, colocados em liberdade.

EFE |

Fontes da Ossétia do Sul, citadas pela agência russa "RIA Novosti", informaram que dois representantes da OSCE tinham sido retidos para comprovar sua documentação, mas ressaltaram que as duas pessoas já foram liberadas.

"Dois representantes da OSCE atravessaram a fronteira entre Geórgia e Ossétia do Sul às 10h20 (5h20 de Brasília) e foram interceptados por agentes da Polícia, que, após falar com eles, os deixaram em liberdade", disse um porta-voz do Ministério de Assuntos Exteriores da Ossétia do Sul.

A Ossétia do Sul foi cenário entre 8 e 12 de agosto do ano passado de um conflito entre Geórgia e Rússia.

Em 26 de agosto, Moscou reconheceu a independência da Ossétia do Sul e da também separatista Abkházia, e estabeleceu relações diplomáticas com as mesmas em 9 de setembro.

Em 17 de setembro, a Rússia assinou acordos de amizade, cooperação e assistência mútua em caso de agressão com as duas regiões separatistas, que deram via livre à permanente presença militar russa nos dois territórios.

Leia mais sobre: Geórgia

    Leia tudo sobre: georgia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG