Geórgia corta relações diplomáticas com a Rússia

TBILISI - A Geórgia anunciou que vai cortar suas relações diplomáticas com a Rússia depois que o Kremlin reconheceu duas regiões separatistas georgianas como Estados independentes, informou o vice-ministro das Relações Exteriores da Geórgia, Grigol Vashadze, nesta sexta-feira.

Reuters |

"Recebemos instruções no Ministério das Relações Exteriores e vamos cortar as relações diplomáticas com a Federação Russa", disse Vashadze a repórteres. "A decisão final já foi tomada".

O país anunciou também que deve retirar todo seus pessoal diplomático da Rússia nos próximos dias. "Nos próximos dias, a Geórgia retirará todos seus diplomatas de sua embaixada em Moscou. As relações consulares com a Federação Russa serão mantidas", disse o porta-voz.

Entenda a crise

A Rússia reconheceu formalmente a independência das províncias separatistas da Ossétia do Sul e da Abkházia da Geórgia. A decisão provocou uma reação do governo da Geórgia, que acusou a Rússia de estar anexando ostensivamente seu território.

A comunidade internacional também reagiu à medida russa. Os Estados Unidos e a França qualificaram a decisão de "lamentável". A Grã-Bretanha disse que rejeita categoricamente a medida.

A Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) disse que a declaração viola várias resoluções do Conselho de Segurança da ONU endossadas pela própria Rússia.

Entretanto, os líderes da Ossétia do Sul e da Abkházia, que proclamaram independência no início da década de 1990, agradeceram à Rússia.


Mapa da Geórgia

Leia mais sobre: Geórgia - Rússia

    Leia tudo sobre: georgia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG