Geórgia confirma que Rússia retirou tropas de Ossétia do Sul e Abkházia

Tbilisi, 8 out (EFE) - A Rússia retirou definitivamente todas as suas tropas da zona de segurança adjacente às regiões separatistas georgianas da Ossétia do Sul e da Abkházia, afirmou hoje à Agência Efe Shota Utiashvili, porta-voz do Ministério do Interior da Geórgia.

EFE |

"Os soldados russos já abandonaram a faixa de segurança" que separa as regiões separatistas do resto do território georgiano administrado por Tbilisi, assegurou Utiashvili.

Segundo o acordo assinado no início de setembro pelos presidentes russo, Dmitri Medvedev, e francês, Nicolas Sarkozy, a Rússia tinha até a meia-noite de sexta-feira de prazo para recuar suas tropas da região.

O ministro de Assuntos Exteriores francês, Bernard Kouchner, chega amanhã a Tbilisi para confirmar, no terreno, se a Rússia cumpriu, efetivamente, seu compromisso de retirar todas as tropas em um prazo de dez dias após os observadores europeus chegarem à região.

A partir de agora, os observadores enviados pela União Européia (UE), que não carregam armas e que permanecerão na região por pelo menos um ano, assumirão sozinhos as funções de segurança.

Os observadores têm seus quartéis na capital, Tbilisi; no distrito de Gori, perto da Ossétia; em Zugdidi, limítrofe com a Abkházia, e no estratégico porto de Poti (Mar Negro).

À missão da UE contribuem um total de 22 países do bloco, em particular França (a maior, com 36 gendarmes), Itália (35), Polônia (26), Alemanha e Suécia (25), enquant ao Espanha fornece 10 guardas civis.EFE mv/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG