Publicidade
Publicidade - Super banner
Mundo
enhanced by Google
 

Geórgia anuncia que bloqueará entrada da Rússia na OMC

Tbilisi, 28 abr (EFE) - A Geórgia anunciou hoje que bloqueará a entrada da Rússia na Organização Mundial do Comércio (OMC), durante as conversas multilaterais que estão sendo realizadas em Genebra. Neste exato momento, as conversas em Genebra estão em um beco sem saída. Portanto, a Geórgia não votará a favor da entrada da Rússia na OMC, assegurou à imprensa em Tbilisi Vajtang Lezhava, vice-ministro de Desenvolvimento Econômico georgiano.

EFE |

O funcionário explicou que Tbilisi continua pedindo a Moscou a abertura de postos conjuntos fronteiriços e de alfândegas entre dois os países, inclusive nas regiões separatistas georgianas da Abkházia e Ossétia do Sul.

E acrescentou outra reivindicação: a anulação da recente decisão do presidente russo, Vladimir Putin, de estabelecer relações comerciais estaduais com Abkházia e Ossétia do Sul.

"A parte georgiana não cederá neste assunto", ressaltou Temur Yakobashvili, o ministro de Estado para Assuntos de Reintegração da Geórgia.

Uma fonte oficial russa em Moscou denunciou que Tbilisi está tentando bloquear a aprovação do novo relatório do grupo de trabalho da OMC, que é respaldado pela maioria de seus integrantes.

Geórgia e Rússia deveriam retomar, esta noite, em Genebra, as negociações bilaterais para assinar o protocolo comercial para o ingresso da Rússia na Organização.

Em julho de 2006, a Geórgia retirou a sua assinatura do protocolo bilateral, firmado em maio de 2004, logo depois que Moscou proibiu as importações de vinhos, licores e águas minerais georgianas.

O diretor-geral adjunto da OMC, Alejandro Jara, visitou em várias ocasiões os dois países para resolver as desavenças sobre a mesa de negociações.

As tensões bilaterais pareciam ter se amenizado depois que a Rússia decidiu, recentemente, suspender o bloqueio por ar, terra e mar imposto em 2006 após a deportação, pela Geórgia, de quatro militares russos por suposta espionagem.

No entanto, a decisão do Kremlin de iniciar medidas práticas para estreitar laços com as regiões separatistas georgianas provocou um novo desencontro entre as duas nações. EFE io/rb/db

Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG