Geórgia acusa tropas russas de saquearem e destruírem infra-estruturas

Tbilisi, 16 ago (EFE).- A Geórgia voltou a dizer hoje que as tropas russas, além de estarm saqueando e destruindo as infra-estruturas civis do país, estão buscando uma mudança no regime político em Tbilisi.

EFE |

"As bárbaras tropas russas destroem as infra-estruturas civis.

Saqueiam tudo o que encontram pela frente", disse à Agência Efe o ministro de Reintegração georgiano, Temur Yakobashvili.

O alto funcionário acrescentou que "a Geórgia respeita o acordo de cessar-fogo" no território controlado por Tbilisi e também nas regiões separatistas da Ossétia do Sul e da Abkházia.

"Não há uma decisão política para que o Exército georgiano saia de seus quartéis", disse.

Por sua vez, o chefe da comissão de Integração Européia do Parlamento georgiano, David Darchiashvili, declarou que "a Rússia continua sua agressão e ocupação" na Geórgia.

"Eles querem criar pânico. A Rússia quer uma mudança de regime.

Também quer afastar a Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) da Geórgia. Esta é uma lição para o mundo de que ninguém pode confiar nos russos", frisou.

O legislador acrescentou que "são necessários novos mecanismos de segurança" e "um novo formato para a operação de paz" na zona de conflito, em alusão à importância da criação de uma força de paz internacional, que não inclua apenas as tropas russas.

Neste momento, as tropas russas ainda têm o controle sobre o porto de Poti e as cidades georgianas de Gori - perto da fronteira com a Ossétia do Sul -, Senaki e Zugdidi, que ficam a poucos quilômetros da Abkházia. EFE mv/wr/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG