George Clooney nega ter prestado assessoria a Obama em campanha

LOS ANGELES - George Clooney é ator, ativista político e mensageiro da paz das Nações Unidas, entre muitas outras atividades, mas, definitivamente, não atua como assessor do candidato democrata à Presidência dos Estados Unidos, Barack Obama, conforme ressaltou nesta quarta-feira em um comunicado.

EFE |

"Jamais escrevi uma mensagem de texto ou enviei um e-mail ao senador Obama", disse o ganhador de um Oscar por "Syriana - A Indústria do Petróleo" (2005), em alusão a uma notícia publicada pelo jornal "Los Angeles Times" na semana passada.

O periódico assegurava que o intérprete "enviava freqüentemente mensagens de texto ao senador por Illinois, de quem é amigo há muitos anos".

"E darei US$ 1 milhão a quem provar o contrário", afirmou Clooney em comunicado publicado na terça-feira por seu agente, Stan Rosenfield, citado hoje no site da revista "People".

"De fato, só falei uma vez com o senador no último um ano e meio.

"Por telefone", prossegue o ator, que inclusive afirma ter passado mais tempo com John McCain, o adversário republicano do candidato democrata.

"Embora apóie o senador Obama, nunca seria tão tolo para oferecer meus conselhos políticos a qualquer candidato", destacou Clooney.

"Parece que estão fazendo bem sem mim", encerrou.

Leia mais sobre: eleições nos EUA

    Leia tudo sobre: eleições nos eua

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG