Publicidade
Publicidade - Super banner
Mundo
enhanced by Google
 

General peruano que fez declarações polêmicas sobre chilenos pede desculpas

Santiago do Chile, 29 nov (EFE) - A imprensa chilena divulgou hoje a carta que o chefe do Exército do Peru, general Edwin Donayre, dirigiu ao embaixador do Chile em Lima, Fabio Vío Ugarte, pedindo desculpas pelas ameaças feitas aos chilenos. Na carta, reproduzida na íntegra pelo jornal eletrônico chileno El Mostrador, o general Donayre qualifica suas expressões de inapropriadas, que, com justa razão, poderiam ser interpretadas como um gesto pouco amistoso e ofensivo, o que não se ajusta a seus verdadeiros desejos. Em um vídeo divulgado esta semana no YouTube, que aparentemente data de 2006, o general aparece dizendo: dei a ordem aqui de que chileno que entra já não sai. Ou sai na gaveta.

EFE |

E se não há gavetas suficientes, sairão em bolsas de plástico".

Depois, o general afirma que as mulheres podiam agir como "mulheres-bomba", para seduzir os chilenos e assim ajudar o Exército peruano.

Segundo Donayre na carta, o vídeo foi "incômodo, pouco oportuno e de mau gosto".

Essas declarações "foram feitas em um contexto íntimo e coloquial, próprio do meu caráter e personalidade, o que derivou em reações e responsabilidades de tipo político e funcionais", afirma Donayre em sua carta ao embaixador, datada de 26 de novembro.

O general estende suas desculpas "aos cidadãos chilenos", com a esperança de não prejudicar "as excelentes relações de amizade histórica" que os países mantêm.

O Governo chileno expressou sua irritação com as declarações e se encontra à espera da destituição do militar, conforme anunciou o presidente peruano, Alan García, à líder chilena, Michelle Bachelet, em uma conversa por telefone mantida na terça-feira, quando o vídeo foi divulgado.

No entanto, depois soube-se que a aposentadoria do general já estava prevista antes do escândalo.

Por sua vez, o Governo peruano interpretou a atitude chilena como uma "pressão inaceitável", mas reiterou seu propósito de manter boas relações com o vizinho. EFE ov/db

Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG