General hondurenho visita fronteira com Nicarágua

O chefe do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas de Honduras, general Romeo Vásquez, visitou nesta segunda-feira o ponto da fronteira com a Nicarágua pelo qual o presidente deposto, Manuel Zelaya, voltou brevemente ao território hondurenho, constatou a AFP.

AFP |

Vásquez chegou na tarde desta segunda-feira, de helicóptero, para inspecionar as tropas estacionadas na fronteira, onde o toque de recolher está vigente desde a sexta-feira passada, para impedir o regresso de Zelaya ao país.

O militar, que teve um papel chave no golpe de Estado de 28 de junho, foi até a corrente que marca a fronteira em Las Manos, a cerca de 100 km de Tegucigalpa, por onde Zelaya voltou a Honduras, por alguns momentos, na sexta-feira passada.

Enquanto Vásquez inspecionava a fronteira, o Congresso hondurenho se preparava para debater a proposta do mediador Oscar Arias, elogiada pelo presidente interino, Roberto Micheletti, e apoiada pelos militares, mas que não foi aceita por Tegucigalpa por exigir o retorno de Zelaya ao poder.

fj/LR/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG