Gelo e neve paralisam aeroportos, estradas e ferrovias na Alemanha

BERLIM - As intensas nevascas e o gelo causado pelas baixas temperaturas levaram hoje na Alemanha ao fechamento de estradas e aeroportos, além de interrupções no tráfego fluvial e grandes atrasos em ferrovias, informaram fontes oficiais.

EFE |

As nevascas e a formação de placas de gelo dificultam o tráfego rodoviário em toda a Alemanha.

Na Renânia do Norte-Vestfália (oeste) se acumularam até 15 centímetros de neve em menos de 24 horas, enquanto em Chemnitz (Saxônia, leste) foram superados os 30 centímetros.

No aeroporto de Düsseldorf (oeste) os aviões não puderam aterrissar ou decolar durante mais de três horas. Segundo Christian Witt, porta-voz do aeroporto, foi impossível liberar o tráfego de aviões por causa da grande quantidade de gelo e foi necessário desviar os que chegavam para outros aeroportos próximos.


Aeroporto de Düesseldorf é tomado pela neve / AP

Entre 6h e 8h da manhã (3h e 5h, horário de Brasília) foram suspensas cerca de 50 operações de decolagem ou aterrissagem, cerca de 40 vôos foram cancelados ou atrasados e muitos passageiros não tinham conseguido chegar ao aeroporto.

No aeroporto de Frankfurt foram canceladas dez conexões por causa da neve e muitas outras sofreram atrasos.

As intensas nevascas também provocaram grandes atrasos nas ferrovias, sobretudo no oeste da Alemanha.

O mesmo problema também foi registrado com o tráfego fluvial e o canal Meno-Danúbio, entre Erlangen e Nuremberg, foi interrompido para grandes embarcações.

Mais de cem acidentes foram registrados nas estradas de Brandeburgo (leste) na noite de domingo, episódios nos quais sete pessoas ficaram feridas de forma leve.

Também no sul de Hesse e Baviera foram registrados grandes engarrafamentos e muitos acidentes nos quais morreu uma pessoa e outras seis ficaram feridas.

Leia mais sobre Alemanha

    Leia tudo sobre: alemanha

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG