Pela primeira vez desde 1917, cientistas registraram desabamentos nas geleiras de Perito Moreno, na Argentina, durante o inverno. A ruptura é também a primeira registrada desde março de 2006.

A geleira fica a poucos quilômetros da cidade turística de El Calafate, na província de Santa Cruz, na Patagônia.

Desabamentos como o registrado nesta semana são raros por estarem acontecendo em pleno inverno argentino.

Um morador afirmou que rupturas como essas nunca ocorrem nesta época do ano, mas sim entre março e abril, quando as temperaturas não são tão baixas.

Em tempos de mudança climática, é natural que o fenômeno seja creditado a isso, mas vários cientistas argentinos dizem que os desabamentos tem mais a ver com o alinhamento da geleira de Perito Moreno em relação à terra firme do que com aquecimento global.

De acordo com os especialistas, Perito Moreno é a única geleira na Argentina que ainda mantém um equilíbrio entre a água perdida e a acumulada ao longo das estações do ano.

A geleira tem 3 km de largura e se estende por 200 km cúbicos debaixo d'água. Ela fica, em média, 70 metros acima da superfície do lago na qual se encontra.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.