Gbagbo é interrogado um dia após posse de novo presidente

Interrogatório faz parte de uma investigação preliminar sobre a crise gerada pelas eleições presidenciais e abuso de direitos humanos

iG São Paulo |

Em uma audiência que durou pouco mais de uma hora, o procurador Simplice Kouadio Koffi interrogou, neste sábado, o presidente deposto Laurent Gbagbo, em Korhogo, norte da Costa do Marfim, onde ele é mantido em prisão domiciliar. Esta é a primeira vez que Gbagbo é questionado sobre os abusos dos direitos humanos realizados enquanto ele estava no poder. O interrogatório aconteceu um dia depois da posse de Alassane Ouattara como novo presidente do país.

"Laurent foi interrogado na presença de seu médico particular", disse o procurador Koffi, ao sair da residência do ex-presidente. "Irei amanhã até Odienné (no noroeste) para interrogar Simone Gbagbo", acrescentou o procurador, referindo-se à esposa do ex-chefe de Estado.

Laurent Gbagbo foi interrogado como parte de uma investigação preliminar sobre a crise gerada pelas eleições presidenciais de 28 de novembro de 2010. Na época, protestos causaram a morte de cerca de três mil pessoas, segundo as autoridades.

Contra Gbagbo, que negou-se a reconhecer a vitória de Alassane Ouattara no pleito, pesam acusações de abusos, extorsão e incitação ao ódio.

O primeiro interrogatório do ex-presidente deveria ter sido realizado na sexta-feira, mas acabou sendo adiado porque seus advogados franceses não conseguiram entrar na Costa do Marfim, uma vez que seus vistos não estavam legalizados.

Com AFP e AP

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG