GB anuncia morte por gripe suína de paciente sem outro fator de complicação

Um paciente internado no hospital do condado de Essex, nordeste de Londres, não resistiu ao tratamento recebido, tornando-se a primeira vítima fatal da gripe suína na Grã-Bretanha que não apresentava problema de saúde correlato.

AFP |

Não apresentava nenhuma outra complicação em seu histórico médico, informaram autoridades locais nesta sexta-feira, ao contrário de outras 14 pessoas - 12 na Ingleterra, 2 na Escócia - também falecidas, mas que registravam outros problemas de saúde, antes de contrair a gripe suína.

Cerca de 335 pessoas portadoras do vírus A(H1N1) foram hospitalizadas na quinta-feira na Inglaterra, 43 em estado preocupante, segundo os últimos números divulgados pela Agência de Proteção Sanitária (HPA).

No Reino Unido, foram registrados 9.718 casos confirmados da gripe suína até o dia 8 de julho.

O ministro da Saúde, Andy Burnham, havia prevenido semana passada que se o avanço da epidemia prosseguir no ritmo atual, o Reino Unido poderá conhecer 100.000 novos casos antes do final do mês de agosto.

Em nível mundial, cerca de 100.000 pessoas foram contaminadas pelo vírus A(H1N1) em 137 países e territórios, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), que registra 440 mortes.

elm/juv/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG