Moscou, 1 jan (EFE).- A companhia russa Gazprom cortou hoje em 75% a provisão de gás à Ucrânia, depois que Kiev ameaçasse confiscar o combustível russo que transita por seu território com destino à Europa.

"Se antes o bombeamento de gás por hora com destino aos consumidores ucranianos era de 1,6 milhão de metros cúbicos de gás, agora é de 400 mil", assinalou Alexei Oleinichenko, engenheiro-chefe da Gazprom, à agência oficial de notícias russa "Itar-Tass". EFE io/rr

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.