Gazprom anuncia que estatal ucraniana pagou dívida relativa a gás

Moscou, 5 mar (EFE).- A estatal russa Gazprom anunciou hoje que a companhia nacional ucraniana Naftogaz pagou todo o gás consumido em fevereiro, e, por isso, não será preciso interromper o fornecimento do combustível à Ucrânia ou à Europa.

EFE |

"A Naftogaz pagou a totalidade do gás fornecido em fevereiro", informou a Gazprom em comunicado citado pelas agências russas.

A companhia ucraniana confirmou que havia "transferido 100% do dinheiro" que devia à Rússia, o equivalente a US$ 360 milhões.

O primeiro-ministro russo, Vladimir Putin, tinha advertido hoje da possibilidade de novas interrupções na provisão de gás à Ucrânia caso o país não pagasse o valor devido pelo gás consumido no mês passado.

"O pagamento do gás russo fornecido à Ucrânia deve ser feito até 7 de março. Se como resultado das ações de força e da detenção de vários funcionários (em Kiev) o pagamento não for feito, isto levaria à interrupção do fornecimento", ressaltou Putin em reunião do Governo.

O premiê russo ressaltou que a interrupção afetaria "tanto os consumidores na Ucrânia como, possivelmente, os consumidores na Europa".

Em 1º de janeiro, a Gazprom suspendeu o bombeamento de gás à Ucrânia devido à ausência de um contrato bilateral referente a 2009, e, no dia 7, interrompeu o fornecimento à Europa pelos gasodutos ucranianos, por onde passam em torno de 80% do gás russo.

A Rússia só retomou a provisão após assinar, em 19 de janeiro, um novo acordo com a Naftogaz, negociado em Moscou por Putin e pela primeira-ministra ucraniana, Yulia Timoshenko. EFE io/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG