Gaza se prepara para receber prisioneiros como 'heróis'

Hamas afirma que uma cerimônia oficial de boas-vindas será realizada em Rafah, na fronteira entre o sul de Gaza e o Egito

AFP |

AFP
Espera: menina mostra foto de Nasser Nazzal, um dos prisioneiros palestinos
Grupos palestinos estão planejando celebrações para marcar a libertação de prisioneiros por Israel como parte de um acordo para libertar Gilad Shalit, segundo um comunicado divulgado neste sábado (15).

"Todas as organizações concordaram em iniciar preparações para a recepção dos prisioneiros, para recebê-los como heróis com celebrações oficiais e populares", afirma o comunicado, lido em uma coletiva de imprensa em Gaza por um porta-voz dos Comitês de Resistência Popular.

"As organizações expressaram seu orgulho por este acordo que o Hamas travou com Israel, com a mediação do Egito, e aplaudiram os heróis que sequestraram Gilad Shalit", acrescentou.

"Elas afirmaram que continuarão a fazer todos os esforços para libertar cada prisioneiro detido em cadeias israelenses".

Isamil Radwan, um funcionário do Hamas, afirmou que o "dossiê dos prisioneiros permanece a prioridade".

Radwan afirmou que uma cerimônia oficial de boas-vindas será realizada em Rafah, na fronteira entre o sul de Gaza e o Egito, "com a participação do Hamas e de todas as organizações".

"As festividades irão continuar na Faixa de Gaza", acrescentou.

Os líderes do Hamas de Gaza libertarão Shalit, capturado em 2006, em uma troca por 477 prisioneiros palestinos, de início, e por um segundo grupo de 550 em dois meses.

    Leia tudo sobre: palestinosisraelprisoneiroshamasdisputa

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG