Gaza: Irã e Senegal propõem reunião extraordinária da Conferência Islâmica

Teerã, 29 dez (EFE).- Os presidentes do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, e do Senegal, Abdoulaye Wade, expressaram hoje a necessidade de se convocar uma reunião extraordinária da Organização da Conferência Islâmica (OCI) para discutir a situação na Faixa de Gaza.

EFE |

Segundo a agência "Mehr", o líder iraniano e Wade, presidente rotativo da OCI, estudaram esta possibilidade durante uma conversa telefônica que tiveram hoje para analisar o bombardeio israelense da Faixa de Gaza.

Os dois governantes, segundo a mesma agência, condenaram "os horríveis crimes do regime sionista em Gaza" e insistiram na necessidade de que haja uma reação dos países islâmicos por causa do ataque israelense, que começou no sábado passado e que deixou cerca de 300 mortos, segundo fontes médicas palestinas.

Wade se comprometeu a que a OCI intensifique suas ações para ajudar o povo palestino, acrescentou Mehr.

O Irã foi uma das nações do Oriente Médio a condenar de forma dura o bombardeio israelense de Gaza.

O líder supremo iraniano, o aiatolá Ali Khamenei, instou ontem os muçulmanos de todo o mundo a apoiarem o povo palestino e convocou para hoje uma jornada de luto pelas vítimas dos bombardeios de Gaza.

No Irã, as emissoras de TV estatais divulgam com freqüência programas e hinos a favor dos palestinos, com imagens dos civis, incluindo crianças, que foram vítimas dos ataques israelenses.

Nas ruas de Teerã aconteceu hoje uma manifestação de milhares de pessoas para condenar o ataque israelense na qual também participaram representantes do Governo.

No protesto, segundo emissoras de rádio locais, foram ouvidas palavras de ordem contra os Estados Unidos e Israel e foram mostrados cartazes em favor dos palestinos e do povo de Gaza. EFE msh/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG