Gays comemoram fim da proibição da entrada de soropositivos nos EUA

Ativistas americanos pelos direitos dos homossexuais saudaram o presidente americano, George W. Bush, por assinar uma lei de luta contra a Aids que suspende a proibição de entrada, no país, de visitantes e emigrantes soropositivos.

AFP |

"Apreciamos a assinatura do presidente (Bush), revogando essa política injusta e arrasadora que considera os indivíduos soropositivos inadmissíveis para os Estados Unidos", disse o presidente da Human Rights Campaign, Joe Solmonese.

"O HIV viaja, e as proibições migratórias não desempenham um serviço de saúde pública. É desnecessário e ineficaz", acrescentou Solmonese.

Hoje, o presidente Bush assinou uma lei que triplica os fundos para combater a Aids, a malária e a tuberculose nos países mais pobres, principalmente na África.

Em julho, o Congresso havia aprovado um programa que aumenta os fundos de 15 bilhões de dólares estabelecidos, em 2003, para 48 bilhões de dólares da lei assinada por Bush.

A proibição da entrada de estrangeiros soropositivos nos Estados Unidos foi estabelecida em 1987.

kdz/tt/LR

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG