Gay que perdeu carta de motorista vence caso na Justiça

Um tribunal italiano mandou que o governo pague 100 mil euros (R$ 256 mil) a um homem que precisou refazer seu teste de direção por ser gay. Danilo Giuffrida, de 26 anos, disse a médicos que era homossexual durante um exame para o serviço militar.

BBC Brasil |

A informação foi passada para os ministérios da Defesa e dos Transportes.

Giuffrida foi então orientado a refazer seu teste de direção para que não tivesse a carta de motorista suspensa por causa de seus "distúrbios de identidade sexual".

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG