Gato que fugiu de casa percorre 3.800 km na Austrália

CLONCURRY - Um gato australiano de nome Clyde, que fugiu de casa em 2006, na Tasmânia, passou três anos vagando pelas ruas até ser encontrado a 3.800 km de onde partiu, em Cloncurry, norte do país.

AFP |

O gato, da raça himalaia, foi identificado pelos donos por causa de um microchip que havia sido implantado nele.

O felino foi um presente de aniversário que Ashleigh Sullivan, agora com 19 anos, recebeu, mas Clyde logo em seguida desapareceu de casa.

"A família colocou cartazes por toda a Tasmânia com fotos do gatinho perdido. Agora, eles não estão apenas felizes, estão completamente abismados", comentou a veterinária Donna Weber, que cuidou de Clyde.

Weber explicou que Clyde deve ter vivido os últimos anos como um gato selvagem, mas que se encontra em bom estado de saúde.

A família acredita que o gato de quatro anos deve ter sido levado inadvertidamente por turistas que atravessam o país e, quando percebem o passageiro inesperado, acabam levando com eles, pois não sabem a quem devolver o animal.

Leia mais sobre gatos

    Leia tudo sobre: austráliagato

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG