Gates recomenda nomes de secretário e chefe da Força Aérea dos EUA

Washington, 9 jun (EFE) - O secretário de Defesa dos Estados Unidos, Robert Gates, recomendou hoje ao presidente americano, George W. Bush, os nomes de um novo secretário e um chefe para a Força Aérea, depois da renúncia de titulares por erros na manipulação de armas nucleares.

EFE |

Gates recomendou que o atual diretor de administração do Pentágono, Michael B. Donley, seja nomeado Secretário da Força Aérea, e que o chefe do Comando de Transporte, general Norton Schwartz, seja o novo chefe de Estado-Maior da Força Aérea.

Donley substituirá Michael W. Wynne, e Schwartz ficará no lugar do general T. Michael Moseley, que renunciaram na semana passada depois que foram tornados públicos erros no programa de armas nucleares.

Recentemente, soube-se que a Força Aérea tinha enviado por engano fusíveis nucleares a Taiwan, e que aviões da Força Aérea, carregados por erro com bombas nucleares, tinham sobrevoado o território dos Estados Unidos.

Quando anunciou as demissões de Wynne e Moseley, Gates disse que os dois incidentes tinham deixado em evidência um problema maior de distração da Força Aérea em suas normas para a manipulação do programa de armamento nuclear.

"Confio em que Mike Donley, o general Schwartz e a nova equipe à frente da Força Aérea têm as qualificações, a destreza e o compromisso com a excelência necessários para guiar a força Aérea nesta transição e rumo ao futuro", indica uma declaração de Gates distribuída pelo Pentágono.

O secretário de Defesa americano também pediu a Bush que designe Donley como secretário interino da Força Aérea a partir de 21 de junho, o que permitirá que este inicie suas tarefas sem esperar a confirmação no Senado.

A renúncia de Wynne entra em vigor a partir desse dia. EFE jab/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG