Gates permanecerá como secretário de Defesa em 2010

O secretário de Defesa dos Estados Unidos, Robert Gates, pretende permanecer no cargo pelo menos por mais um ano, anunciou sua secretaria de imprensa.

AFP |

Em uma reunião antes do Natal, Gates se comprometeu com o presidente Barack Obama a permanecer no cargo durante 2010, informou o secretário de imprensa do Pentágono, Geoff Morrell, em um comunicado.

Gates, ex-diretor da CIA, teve um papel chave no gabinete de Obama e na decisão de enviar 30.000 soldados adicionais ao Afeganistão.

Um republicano fervoroso, que assumiu o cargo ainda sob a presidência de George W. Bush, Gates nunca pareceu ter a intenção de renunciar, apesar da vitória de um democrata na eleição de 2008.

Considerado um pragmático, Gates passou por todos os escalões da CIA, onde trabalhou por 27 anos e serviu a seis presidentes. Foi diretor da Agência Central de Inteligência entre novembro de 1991 e janeiro de 1993 sob a presidência de George Bush pai. Entrou na agência em 1966 como analista de informação.

Nascido no Kansas em 25 de setembro de 1943, casado, pai de dois filhos adultos, Gates é historiador e tem um doutorado em história da União Soviética.

ddl/ao

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG