Gates pede ao Pentágono planos para fechar Guantánamo

O secretário americano da Defesa, Robert Gates, pediu a sua equipe que elabore planos para o fechamento do polêmico centro de detenção mantido pelos Estados Unidos em Guantánamo, anunciou seu porta-voz Geoff Morrell, nesta quinta-feira.

AFP |

Gates, que permanecerá no cargo durante a presidência de Barack Obama, "pediu à sua equipe para formular uma proposta sobre a maneira de encerrar" a prisão de Guantánamo, declarou, em entrevista coletiva.

Guantánamo, situado na base naval que os Estados Unidos mantêm na ilha de Cuba, está destinado aos homens presos por supostas relações com a rede Al-Qaeda e os talibãs afegãos.

A prisão se tornou símbolo dos excessos da "guerra contra o terrorismo" do presidente George W. Bush, atraindo duras críticas da comunidade internacional.

Mais de 800 homens, adultos e adolescentes, passaram pelo campo de Guantánamo, cuja legitimidade é questionada desde que foi aberto, em janeiro de 2002.

Atualmente, possui 250 detidos, a maioria sem acusação formal.

Apenas 21 foram indiciados por crimes de guerra, e 20 ainda devem comparecer perante os tribunais militares de exceção.

Mais de 60 presos esperam seu traslado para seus países de origem - para serem soltos, ou para continuarem detidos.

Em discurso em meados de novembro, o presidente eleito dos Estados Unidos, Barack Obama, prometeu retirar as tropas americanas do Iraque, o fim da Al-Qaeda no Afeganistão e o fechamento do centro de detenção de Guantánamo, em uma ruptura com a Política Externa de George W. Bush.

dab/sd/tt

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG