Gates doa US$ 41 mi para reduzir mortalidade infanto-materna

Dublin, 28 jul (EFE).- O presidente da Microsoft, Bill Gates, doará US$ 41 milhões para a ONG irlandesa Concern combater os altos índices de mortalidade infanto-materna nos países subdesenvolvidos.

EFE |

O magnata americano fará a doação por meio da Fundação Bill e Melinda Gates, que junto com a Concern tentarão identificar novos projetos para melhorar a qualidade da saúde no mundo todo, sobretudo em regiões da África e do Sudeste Asiático.

O objetivo da Concern, uma organização beneficente com mais de 40 anos de experiência em programas de desenvolvimento, é testar até 27 iniciativas consideradas "inovadoras", "ousadas" e capazes de oferecer soluções para o problema da mortalidade infanto-materna antes, durante e depois do parto.

O diretor-executivo da ONG irlandesa, Tom Arnold, afirmou hoje, em Dublin, que a doação da Fundação Gates, "sem dúvida, salvará muitas vidas".

"Meio milhão de mulheres morrem a cada ano durante o parto, a maioria em países em desenvolvimento. O principal objetivo deste projeto é buscar novas ideias", explicou Arnold.

O programa começará em Serra Leoa, onde mais de 25% das crianças morrem antes de completar 5 anos de idade, e no Malauí, onde uma em cada 18 mães morrem durante a gravidez ou o parto.

Segundo a Concern, tanto no Malauí como na Índia, até dois terços das mães e seus bebês sofrem com a falta de serviços de saúde essenciais, como vacinas, atendimento qualificado e suplementos alimentares. EFE ja/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG