Gás russo volta a passar pela Ucrânia em direção à Europa

MOSCOU/KIEV - A Rússia retomou o fornecimento de gás natural que passa pela Ucrânia a caminho da Europa nesta terça-feira, duas semanas após um corte no abastecimento que atingiu cerca de 20 países.

Redação com agências internacionais |

A empresa estatal de energia Naftogaz confirmou que está recebendo gás russo, mas disse que demorará até 36 horas para que o fluxo atinja a Europa, onde alguns países foram forçados a racionar o fornecimento.

A ordem para retomar o fornecimento de gás acontece posteriormente à assinatura de um contrato de dez anos entre Moscou e Kiev, e também é seguinte a conversas realizadas tarde da noite entre a primeira-ministra da Ucrânia, Yulia Tymoshenko, e autoridades da Gazprom, empresa exportadora de petróleo da Rússia.

Às 10h05 de Moscou (5h05 de Brasília) o gás natural russo começou a fluir em direção à Ucrânia, informou em comunicado oficial a estatal russa Gazprom.

"O sistema de gasodutos ucraniano começou a receber gás russo às 10h24 de Moscou" (5h24 de Brasília), declarou um representante da Gazprom na fronteira com a Ucrânia, citado pela agência oficial russa "RIA Novosti".

(Com informações da Reuters e EFE)

Leia mais sobre gás 

    Leia tudo sobre: gás

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG