Washington, 18 mar (EFE).- O ex-governador de Washington Gary Locke disse hoje a uma comissão do Senado que, se for confirmado como secretário de Comércio, uma de suas metas será reduzir o déficit comercial dos Estados Unidos através da promoção das exportações.

Em uma audiência na Comissão de Comércio do Senado, Locke afirmou que, sob sua liderança, os EUA se transformarão em "líder mundial" de exportações, e que seu objetivo principal será impulsionar a recuperação econômica do país.

Nesse sentido, destacou a importância de forjar alianças entre os setores público e privado para fomentar o crescimento econômico e a criação de empregos "criados nos Estados Unidos e que fiquem nos Estados Unidos".

Locke também reiterou seu compromisso de cumprir os tratados comerciais em vigor, e de assegurar que estes tenham fortes salvaguardas ambientais e trabalhistas.

"Como ex-procurador, creio no cumprimento das leis. Não faz sentido negociar complexos acordos comerciais se não temos a intenção de fazê-los cumprir. Se me confirmarem no cargo, isso é o que farei", prometeu o ex-governador, que destacou sua experiência para abrir mercados na Ásia aos produtos americanos.

Durante a audiência, o presidente da comissão, Jay Rockefeller, destacou a necessidade de ter um secretário de Comércio que simplesmente "entenda bem" os desafios que o país enfrenta para combater a crise e revitalizar a economia.

Para Rockefeller, Locke "entende" o que o cidadão comum enfrenta e "é um homem que leva o pulso do rumo que os Estados Unidos têm que tomar em gerações futuras". EFE mp/db

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.