Bangcoc, 21 ago (EFE).- O roqueiro britânico Gary Glitter, recém libertado no Vietnã após cumprir uma condenação por pedofilia, aceitou hoje, no aeroporto de Bangcoc, retornar ao Reino Unido, depois que a Tailândia lhe declarou persona non grata e que Hong Kong lhe impediu de entrar em seu território.

O diretor do departamento de Imigração do aeroporto de Suvarnabhumi, o general Phongdej Chaiprawat, confirmou a decisão tomada por Glitter, de 64 anos, mas não revelou em que vôo voltará a seu país.

Glitter, cujo verdadeiro nome é Paul Gadd, foi libertado e expulso do Vietnã na terça-feira passada, em um avião que se dirigia a seu país através de Bangcoc.

No entanto, ao chegar na capital tailandesa, o roqueiro desceu do avião e se negou a continuar, para evitar o peso da Justiça britânica.

Na noite de quarta-feira, ele viajou para Hong Kong, mas teve que retornar a Bangcoc, pois as autoridades chinesas barraram sua entrada.

Glitter cumpriu dois anos e nove meses da pena de três anos de prisão a que foi condenado, no Vietnã, por abusar sexualmente de duas meninas de 9 e 12 anos. EFE grc/gs

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.