Garota de 17 anos chefiava grupo de matadores na Colômbia

Conhecida como 'Le Perris', menor é acusada de comandar vários assassinatos e foi presa neste sábado, em Medellín

EFE |

A Polícia da cidade colombiana de Medellín revelou neste domingo ter capturado uma garota de 17 anos que chefiava um grupo de matadores. Eles são acusados de ter cometido vários assassinatos estavam foragidos desde a sexta-feira passada.

O comandante da Polícia da cidade, general Yesid Vásquez, confirmou a prisão da menor, conhecida como "La Perris", que supostamente é da quadrilha de "El Tablazo", que "presta serviços" a "Sebastián", como é conhecido Erick Vargas Cárdenas. O general detalhou que a captura da menor foi realizada na noite do sábado, em meio a um confronto de grupos criminosos na localidade de Itagüí, vizinha a Medellín.

"Havia quatro pessoas (...) disparando, entre eles estava 'La Perris' outra vez. Foi conduzida à delegacia e após ser feito contato com o Instituto Colombiano de Bem-Estar Familiar (Icbf), fomos recebidos ontem à noite mesmo para pelo menos salvá-la, porque o objetivo do 'Calatrava' ( outra quadrilha ) é matá-la", relatou o general Vásquez.

A garota tinha sido presa em 22 de julho e estava reclusa em um local especial para jovens delinquentes. As autoridades calculam que "La Perris" está há cerca de três anos a serviço de "Sebastián", um dos homens mais procurados de Medellín e um dos líderes da organização criminosa conhecida como a "Oficina de Envigado".

    Leia tudo sobre: Colômbiatráfico de drogas

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG