gritos de cantina de Morales - Mundo - iG" /

García diz que não responderá a gritos de cantina de Morales

LIMA (Reuters) - O presidente do Peru, Alan García, declarou nesta sexta-feira que não responderá aos gritos de cantina do presidente boliviano, Evo Morales, e criticou os modelos socialistas de Bolívia e Venezuela. As declarações de Alan García se deram durante resposta a um jornalista, que o perguntara sobre o recente comentário de Evo Morales de que Garcia era o pior presidente do mundo.

Reuters |

"Eu nunca respondi a esses comentários porque mais importante do que diga um presidente passageiro estão as relações entre dois povos", afirmou García a jornalistas.

"Cada um na sua dimensão, na sua educação, no seu nível, e acredito que não é próprio para o presidente de uma nação como o Peru ficar respondendo a gritos de cantina. Nunca fiz isso e nem vou fazer", disse.

As relações entre Peru e Bolívia estão tensas. Lima chamou para consulta o embaixador peruano em La Paz, num protesto pelas declarações de Morales.

O presidente boliviano classificou como "genocídio" a morte de 34 policiais e indígenas durante protestos no Peru amazônico no início de junho.

O governo peruano acusou a Bolívia de estar por trás dos protestos, mas La Paz negou.

Evo Morales enviou uma carta aos indígenas em maio, na qual falou de passar da "resistência" à "rebelião", e da "rebelião" à "revolução" em defesa das suas terras.

A Bolívia afirmou que a carta foi "uma mensagem em prol da luta dos nossos povos", em defesa da mãe terra, da "segunda libertação".

O presidente peruano, Alan Garcia, também criticou o modelo econômico de Bolívia e Venezuela, que, segundo ele, é o "modelo do empobrecimento, da inflação altíssima, do retrocesso produtivo".

"Podem da Venezuela ou da Bolívia nos dar lições de crescimento e redução de pobreza?", indagou o presidente.

Para ele, o que está se tentando é integrar o Peru "nesse chamado socialismo do século 21, que vai ser a pobreza do século 21 para esses países".

(Reportagem de Marco Aquino)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG