provoca divórcios na Arábia Saudita - Mundo - iG" /

Galã de novela provoca divórcios na Arábia Saudita

A transmissão de duas telenovelas turcas - Nour (luz em árabe e também um nome próprio feminino) e Sanawat Ad-Dayaa (Anos de Perdas, em tradução livre) - está causando polêmica no mundo árabe e provocando até desentendimentos entre maridos e esposas. Na Arábia Saudita, os jornais dizem que muitos casais estariam pedindo divórcio depois que o galã de uma delas começou a virar a cabeça das mulheres e a enfurecer os maridos.

BBC Brasil |

Segundo o jornal Saudi Gazette, o pivô da discórdia seria o protagonista de Nour, vivido pelo galã turco Kivanç Tatlitu (um Justin Timberlake melhorado, segundo a imprensa saudita), que cativou os corações femininos por ser um marido dedicado e ao mesmo tempo romântico.

"Ao comparar seus maridos com o personagem, muitas mulheres estão pedindo o fim de seus casamentos", diz o jornal.

Ainda segundo o diário, muitos maridos, por sua vez, estão entrando com pedido de divórcio após encontrar fotos do ator nos telefones celulares e nos pertences de suas esposas.

Eles ainda argumentam que suas mulheres não cumprem mais com as obrigações domésticas para assistir à novela.

O Saudi Gazette relata ainda o caso de uma fazendeira que se desfez de seu rebanho de ovelhas "para poder ser concentrar totalmente nas novelas e não precisar cuidar dos animais regularmente".

Sucesso
Nour e Sanawat Ad-Dayaa foram um fracasso de público quando transmitidas pela primeira vez, na Turquia, em 2005.

Mas, desde que começaram a ser transmitidas em vários países árabes, há quatro meses, as produções têm atraído milhões de telespectadores todos os dias.

Segundo o canal árabe MBC, que transmite as produções na Arábia Saudita, diariamente entre três e quatro milhões de pessoas assistem às novelas, o equivalente a um em cada sete habitantes do país.

Tanto furor levou a maior autoridade religiosa saudita, Abdul Aziz al Sheikh, a classificar novelas como "antiislâmicas".Mas a imprensa saudita afirma que a condenação não deve causar quedas de audiência. Segundo a rede MBC, entre três e quatro milhões de pessoas assistem às novelas apenas na Arábia Saudita. Isso significaria um em cada sete habitantes do país.

"Não existem medições oficiais de audiência em outros países árabes além da Arábia Saudita, mas aqui no Egito, uma em cada três pessoas com que falei assiste à novela todos os dias", afirma a jornalista Samira Salah Ahmed.

Para ela, o sucesso das produções no mundo árabe - milhares de pessoas, por exemplo, foram saudar o elenco de Nour quando ele visitou recentemente a cidade de Dubai, nos Emirados Árabes - se deve em parte por ser uma minissérie que expõe problemas típicos de sociedades muçulmanas.

"Nos identificamos mais com elas (as novelas) do que, por exemplo, (a série americana) Desperate Housewifes", afirma ela.

Dublagem
Quem parece estar lucrando com tanta popularidade é a Turquia.

O diplomata turco Yasin Temizkayn é citado pelo Saudi Gazette dizendo que o país espera a visita de cerca de 100 mil turistas sauditas este ano, um aumento de mais de 100% em relação ao ano passado.

As tramas das novelas não são inovadoras, retratando dramas e personagens que vivem dilemas como se dedicar a obrigações familiares ou se corromper em distrações amorosas.

Entretanto, um dos motivos apontados para o sucesso é a dublagem. O mundo árabe costuma consumir novelas de outros países, especialmente latino-americanas, dubladas em árabe clássico.

Já as duas produções turcas foram dubladas em uma linguagem mais coloquial, o dialeto sírio-árabe, falado pelas pessoas comuns.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG