G8 pedirá fim de limitações à exportação de alimentos

Tóquio, 2 jul (EFE).- O Grupo dos Oito (G8, os sete países mais industrializados do mundo e a Rússia) pedirá a alguns países que limitaram suas exportações de produtos agroalimentares que abandonem essas medidas com o objetivo de lutar contra a crise alimentícia, informa hoje o diário japonês Yomiuri Shimbun.

EFE |

O pedido será formulado em um documento oficial na próxima reunião do grupo, que acontecerá entre os dias 7 e 9 de julho em Hokkaido, no norte do Japão.

O pedido do G8 reflete o "desejo" do grupo de frear a alta dos preços dos alimentos no mundo todo.

Nos últimos meses, países como Argentina, Egito, Índia, Indonésia e Rússia restringiram suas exportações de alimentos.

A Rússia é o único membro do G8 a adotar estas medidas.

Segundo um analista citado pelo diário, "os controles à exportação de alguns países em desenvolvimento provocaram preocupações com o fornecimento de alimentos, o que aumentou os preços".

Os países do G8 estão preparando um plano para que as nações exportadoras de alimentos eliminem as restrições de uma maneira na qual a Rússia não se oponha.

É possível que os países mais industrializados do mundo também incluam um plano japonês para que a África duplique sua produção de arroz na próxima década.

O G8 é formado por Estados Unidos, Japão, Alemanha, França, Reino Unido, Itália, Canadá e Rússia. EFE fab/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG