encerrado o turno das eleições no Irã - Mundo - iG" /

G8 não dá por encerrado o turno das eleições no Irã

Trieste (Itália), 26 jun (EFE).- Os ministros de Exteriores do Grupo dos Oito (G8, que reúne os países mais industrializados e a Rússia) afirmaram hoje na cidade italiana de Trieste que não dão por encerrado o turno das eleições presidenciais no Irã.

EFE |

A declaração dos ministros do G8, assinada também pela União Europeia (UE), foi realizada depois que um porta-voz do Conselho de Guardiães iraniano assegurou que não houve fraude nas eleições presidenciais do dia 12 de junho.

A situação do Irã ganhou o protagonismo da cúpula de Exteriores do G8, que esta manhã realizou uma sessão de trabalho na qual também participou uma delegação da UE, integrada, entre outros, pelo alto representante para a Política Externa e de Segurança, Javier Solana.

"Nosso apelo continua igual, a não dar por encerrado o turno das eleições", afirmou o presidente rotativo do G8, o ministro de Exteriores italiano, Franco Frattini, após a declaração do Conselho de Guardiães iraniano.

Por isso, o G8 (EUA, França, Alemanha, Itália, Canadá, Rússia, Japão e Rússia) e a UE lançaram um "apelo" ao Governo iraniano "para garantir que a vontade do povo iraniano fique refletida no resultado" de umas eleições que geraram vários protestos e que deixaram, até o momento, 20 vítimas.

Neste sentido, o ministro de Assuntos Exteriores britânico, David Miliband, afirmou que há "uma crise de credibilidade" dentro do Irã sobre a apuração dos votos das eleições presidenciais que dão como ganhador Mahmoud Ahmadinejad, algo que, segundo o político, é refletido nas manifestações.

Após a reunião, a UE e o G8 convidam as autoridades iranianas a encontrarem uma solução pacífica e expressam sua "solidariedade" com as vítimas da violência e sua "preocupação" pela perda de vidas humanas. EFE mcs/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG