TRIESTE, Itália (Reuters) - O G8, grupo que reúne potências mundiais, irá condenar a violência após as eleições no Irã e pedirá que Teerã ponha um fim pacífico na crise através de um diálogo diplomático, disse um diplomata europeu nesta quinta-feira. Um comunicado dos ministros de Relações Exteriores do G8, a ser divulgado nesta sexta-feira, irá condenar a violência após a eleição e pedirá que o Irã respeite direitos fundamentais, incluindo liberdade de expressão, de acordo com o diplomata que viu o esboço.

A declaração incluirá uma mensagem de que "a crise deve ser acalmada através de um diálogo diplomático e meios pacíficos", disse o diplomata à Reuters.

(Reportagem de Adrian Croft)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.