situação atual - Mundo - iG" /

G8 diz que acordo climático se baseia na situação atual

Toyako (Japão), 9 jul (EFE).- O primeiro-ministro do Japão, Yasuo Fukuda, também presidente rotativo do Grupo dos Oito (G8, os sete países mais desenvolvidos e a Rússia), disse hoje que o princípio de acordo alcançado em Hokkaido para limitar em 50% as emissões de CO2 em 2050 tem como base a situação atual.

EFE |

A declaração aprovada na terça-feira pelo G8 afirma que os membros do grupo estão de acordo em reduzir pela metade a emissão de gases do efeito estufa, mas não especifica que ano toma como referência para calcular o nível de emissões.

A União Européia (UE) apóia a adoção de 1990 como ano de referência, mas o Japão parece querer estabelecer a base do acordo no nível de emissões atual.

Na entrevista coletiva ao final da cúpula do G8 em Hokkaido, Fukuda disse que o acordo de redução das emissões pela metade até 2050 tomou com referência "a situação atual".

O comunicado de resumo da cúpula afirma que o objetivo de reduzir a emissão de gases do efeito estufa só pode ser conseguido com participação global e, em particular, com a de "todas as grandes economias", em referência a grandes emissores como Índia e China.

Além disso, afirma que o G8 pede compromissos a todas as grandes economias para conseguir no próximo ano um acordo climático ambicioso que substitua em 2012 o pactuado no Protocolo de Kioto.

EFE fab/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG