G-7 se compromete a dar ajuda econômica à Geórgia após conflito com a Rússia

Washington, 20 ago (EFE).- O Grupo dos Sete Países Mais Desenvolvidos (G-7) se comprometeu hoje a ajudar a Geórgia a sustentar seu sistema financeiro, após o conflito com a Rússia na região separatista da Ossétia do Sul.

EFE |

Os ministros de Finanças G-7, integrado por Estados Unidos, Japão, Alemanha, França, Reino Unido, Itália e Canadá, emitiram uma declaração conjunta na qual se comprometem a impulsionar a economia da Geórgia, e pedem a outros países e instituições que contribuam com este esforço.

"Estamos dispostos a apoiar a Geórgia, com o objetivo de fomentar a saúde da economia georgiana, manter a confiança do sistema financeiro e apoiar a reconstrução econômica", assinalam os ministros em comunicado divulgado pelo Departamento do Tesouro americano.

Em sua declaração, o G-7 respaldou os esforços de mediação para "pôr fim às hostilidades e para conseguir uma solução política para o conflito na Geórgia".

Os ministros lamentaram a perda de vidas e o sofrimento causado pelo conflito, que começou em agosto, na região separatista da Ossétia do Sul, e assinalaram que "qualquer compromisso para ajudar a cobrir as necessidades humanitárias urgentes será bem-vindo".

A declaração elogia o compromisso da Geórgia com o Fundo Monetário Internacional (FMI) para trabalhar em um programa financeiro para apoiar sua economia.

Os ministros também pediram a outras instituições internacionais, como o Banco Mundial, o Banco Asiático de Desenvolvimento, o Banco Europeu e a Comissão Européia, que identifiquem o mais rápido possível as necessidades do país e apóiem a reconstrução e o restabelecimento dos serviços, "que serão a base sobre a qual se assentará o futuro crescimento econômico da Geórgia". EFE elv/gs

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG