O presidente francês, Nicolas Sarkozy, e a chanceler alemã, Angela Merkel, garantiram nesta quarta-feira que a aprovação pelo G20 de uma regulação do sistema financeiro internacional não é negociável, em uma entrevista coletiva conjunta antes da cúpula de quinta-feira.

"Afirmamos que sem uma nova regulação não haverá confiança. E, sem confiança, não haverá recuperação econômica. Trata-se de um objetivo importante, que não é negociável", disse Sarkozy.

"Alemanha e França falam com uma só voz (...). Nossos objetivos são os mesmos para os princípios e as modalidades. Exigimos resultados", acrescentou.

Há vários dias, o presidente francês, que considera estar na vanguarda dos esforços para a "refundação" do capitalismo, lançou advertências a outros países do G20.

Sarkozy declarou que a cúpula do G20 deve servir para "colocar em prática novas regras" para o sistema econômico e financeiro.

pa/ap

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.