Futuro secretário-geral promete mais participação popular na Otan

Bruxelas, 29 jul (EFE).- O futuro secretário-geral da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), o dinamarquês Anders Fog Rasmussen, quer que o organismo seja mais transparente e participativo que nunca.

EFE |

Por isso, após tomar posse na segunda-feira, iniciará um processo de consulta pública sobre o futuro conceito estratégico aliado, afirmou hoje o porta-voz James Appathurai, que permanecerá no cargo depois do mandato do ainda chefe político da Otan, o holandês Jaap de Hoop Scheffer, que amanhã passa o último dia na sede do órgão.

Appathurai disse que Rasmussen está "determinado" a que a Otan seja uma organização "o mais transparente possível" e "dedicará muito tempo a este objetivo, tanto em termos de diplomacia pública, como em áreas mais substanciais da política, e concretamente no conceito estratégico".

Esta estratégia, que deve estar preparada no segundo semestre de 2010, definirá com precisão as novas responsabilidades e missões da Aliança no século XXI.

Neste contexto, terá início "o processo de consulta mais transparente que a Otan, e talvez qualquer organização internacional, já sofreu" para a redação de documentos de orientação.

O processo consistirá em amplas consultas públicas em países da Otan "e talvez além" e em um fórum no site www.nato.int, cujos comentários "não só serão respondidos, mas influirão na tomada de decisões dos redatores de tais documentos".

A revisão do conceito estratégico começou na última Cúpula de chefes de Estado ou de Governo aliados em Estrasburgo, em abril. EFE met/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG