Futura consogra de Palin é detida por envolvimento com drogas

Washington, 19 dez (EFE).- Sherry Johnston, a futura consogra de Sarah Palin, a governadora do Alasca e ex-candidata à Vice-Presidência dos Estados Unidos, foi detida acusada de vários delitos relacionados a drogas, informaram hoje fontes policiais.

EFE |

Segundo informações, Johnston foi detida ontem, depois que sua casa na localidade de Wasilla, no Alasca, foi revistada.

A mulher, que agora responderá a seis acusações por posse e fabricação de drogas, foi detida após o pagamento de uma fiança de US$ 2 mil.

Sherry é a mãe de Levi Johnston, que em setembro ficou conhecido como o noivo de Bristol Palin, a filha de 17 anos de Sarah Palin.

Durante a convenção eleitoral republicana, que nomeou Sarah Palin candidata da legenda à Vice-Presidência americana, veio a público que Bristol estava grávida de cinco meses e Johnston era o pai do bebê.

Bristol, que deverá ter seu filho neste fim de semana, e Levi devem se casar em meados de ano que vem.

Em comunicado divulgado pelo jornal "Anchorage Daily News", o escritório de Sarah Palin afirmou que a detenção de Johnston "não é uma questão do Governo estadual, por isso a equipe da governadora não fará declarações sobre o assunto nem dará entrevistas". EFE mv/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG