(Atualiza com boletim das 12h do NHC) Miami, 15 out (EFE).- O furacão Omar ganhou força hoje no Caribe ao aumentar a velocidade de seus ventos máximos sustentados para 140 km/h, enquanto mantém sua trajetória em direção ao leste de Porto Rico.

O Centro Nacional de Furacões americano (NHC, em inglês) informou em seu boletim das 12h (horário de Brasília) que o olho de "Omar" se encontrava na latitude de 15,2 graus norte e na longitude de 67,2 graus oeste, a 380 quilômetros a sudoeste de Saint Croix, nas Ilhas Virgens americanas, e a 375 quilômetros a su-sudoeste de San Juan, em Porto Rico.

Permanece ativado um alerta de furacão (passagem do sistema em 24 horas) para as Ilhas Virgens americanas e para as ilhas de Vieques e Culebra, estas duas últimas em Porto Rico.

Também há um alerta de furacão para Saint Martin, Saba, Saint Eustatius, Saint Barthelemy, Ilhas Virgens britânicas, Anguilla, São Cristóvão e Névis, Antígua e Barbuda e Montserrat.

Está em vigor um alerta de furacão (passagem do sistema em 36 horas) para Porto Rico.

"Omar" desloca-se em sentido nordeste com velocidade de translação de 15 km/h e deve manter esta trajetória nas próximas 48 horas.

Seguindo um provável padrão de trajetória, o NHC prevê que o "olho de 'Omar' se movimentará esta noite e amanhã pelo norte das ilhas de Sotavento (as Pequenas Antilhas)".

Os meteorologistas do NHC prevêem que "Omar", furacão de categoria 1 na escala de intensidade Saffir-Simpson, ganhe ainda mais força e suba para a categoria 2 quando chegar às Antilhas - a escala vai até 5.

"Omar" continua causando fortes chuvas nas ilhas de Aruba, Bonaire e Curaçao.

Às 12h, a 16ª depressão tropical da temporada de furacões do Oceano Atlântico estava na latitude 15,8 graus norte e na longitude 84,5 graus oeste, a 120 quilômetros a leste de Limón (Honduras) e a 430 quilômetros a leste de Monkey River Town, em Belize.

"Omar" se desloca em sentido oeste com velocidade de translação de 5 km/h e deve manter esta trajetória nas próximas 48 horas.

Os especialistas do NHC prevêem que o olho da depressão se movimentará "muito perto do litoral norte de Honduras durante as próximas 48 horas".

A depressão apresenta ventos máximos sustentados de 45 km/h e o NHC previu que ela "pode se transformar em tempestade tropical hoje à tarde ou à noite".

Na atual temporada de furacões no Atlântico, iniciada em 1º de junho e que vai até 30 de novembro, já se formaram 15 tempestades tropicais e sete furacões. EFE emi/wr/jp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.