Fred perde intensidade e baixa à categoria 2 - Mundo - iG" /

Furacão Fred perde intensidade e baixa à categoria 2

Miami, 10 set (EFE).- O furacão Fred perdeu hoje intensidade em sua trajetória para o Atlântico Norte e se transformou em um fenômeno de categoria 2 na escala de intensidade Saffir-Simpson, informou o Centro Nacional de Furacões (NHC, em inglês) dos Estados Unidos.

EFE |

"Fred" perdeu força novamente, depois que seus ventos máximos sustentados diminuíram para 165 km/h, mas se mantém como um "poderoso furacão de categoria 2" em águas abertas do Atlântico, informaram meteorologistas do NHC.

O NHC, em seu boletim das 6h de Brasília, prevê "um enfraquecimento adicional nas próximas 48 horas e que diminua para tempestade tropical no próximo sábado".

As previsões do NHC para cinco dias indicam que o furacão, que não ameaça nenhuma zona povoada, se enfraquecerá à medida que avance sobre águas mais frias, por isso, no sábado, poderia se transformar em tempestade e, na segunda-feira, em depressão tropical.

"Fred" se transformou nesta quarta-feira no segundo furacão da temporada do Atlântico e rapidamente alcançou a categoria 3, uma das maiores na escala de intensidade Saffir-Simpson, que vai até 5.

O olho do furacão se encontrava perto da latitude 15,9 graus norte e da longitude 34,6 graus oeste, cerca de 1,135 mil quilômetros ao oeste do arquipélago africano de Cabo Verde.

"Fred" se desloca para o noroeste a cerca de 19 km/h e deve fazer uma giro gradual para o norte, com uma progressiva diminuição de sua velocidade, e outro giro para o nordeste amanhã.

A temporada de furacões na bacia atlântica começou em 1º de junho e termina em 30 de novembro.

Até agora, houve a formação de seis tempestades tropicais e dois furacões, "Bill" e "Fred".

A Administração Nacional de Oceanos e Atmosfera (NOAA) dos EUA, em sua previsão atualizada no início de agosto, cogitou a formação de entre sete e 11 tempestades tropicais e de três a seis furacões, dos que um ou dois poderiam ser de categoria 3, 4 ou 5, as maiores na escala Saffir-Simpson. EFE emi/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG