Miami, 13 jul (EFE).- O furacão Bertha, em seu avanço para Bermudas, perdeu intensidade e é agora uma tempestade tropical, com ventos máximos sustentados de 115 km/h, mas o arquipélago continua sob alerta.

O Centro Nacional de Furacões (NHC, em inglês), com sede em Miami, informou em seu boletim das 9h de Brasília de hoje que está vigente um aviso de tempestade tropical (passagem do sistema em 24 horas).

O olho de "Bertha" está quase estacionário, mas deve se deslocar lentamente para o noroeste hoje e, com este movimento, poderia passar não muito longe do sudeste e do leste das Bermudas durante os próximos dois dias.

"O movimento poderia ser errático em algumas ocasiões e isso traria o olho mais para perto de Bermudas do que indica a trajetória", advertiu o NHC.

O centro da tempestade estava perto da latitude 29,8 graus norte e longitude 62,5 graus oeste, 355 quilômetros ao sudeste de Bermudas.

O NHC informou que o sistema causará grandes ressacas no litoral do arquipélago, enquanto as faixas externas da tempestade poderiam causar fortes chuvas.

Durante a temporada de furacões do Atlântico norte, que começou em 1º de junho e terminará em 30 de novembro, houve a formação de duas tempestades tropicais, "Arthur" e "Bertha", que se transformou no primeiro ciclone da temporada de 2008.

A Administração Nacional dos Oceanos e a Atmosfera (NOAA, em inglês) dos Estados Unidos previu que nesta temporada haverá a formação de seis a nove furacões, e de 12 a 16 tempestades tropicais.

O NHC previu que a temporada será "levemente mais ativa do que o normal". EFE sob/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.