Furacão Jimena se aproxima de zona turística no México

Por Jason Lange LOS CABOS, México (Reuters) - O perigoso furacão Jimena perdeu força na terça-feira enquanto se movia em direção à península da Baixa Califórnia, no México, onde turistas assustados tentavam deixar a região e moradores locais procuravam abrigos ou protegiam suas casas com sacos de areia.

Reuters |

Em Los Cabos, um balneário normalmente ensolarado que atrai turistas a seus campos de golfe e praias, chovia enquanto fortes ventos atingiam a ponta da península.

Espera-se que o olho do furacão atinja uma zona pouco povoada situada mais acima da península nas primeiras horas da quarta-feira, mas meteorologistas afirmaram que uma muralha de fortes chuvas e ventos atingirá com força a costa ocidental da região.

Alguns moradores, muitos deles empregados de hotéis ou pedreiros, se protegiam sobre o teto de escolas convertidas em refúgios, enquanto vários turistas foram impedidos de viajar devido à lotação ou ao cancelamento de voos.

"Isso me deixa um pouco ansioso. Nunca tive uma experiência como essa", disse Reg Wilson, investidor da Califórnia que não conseguiu embarcar.

Os ventos do Jimena perderam força para cerca de 205 km/h, e decresceu para um furacão de categoria 3 na escala de intensidade de cinco níveis Saffir-Simpson. Um fenômeno natural dessa categoria é considerado extremamente perigoso e pode provocar danos devastadores.

"Uma diminuição gradual é esperada para a quarta-feira. Contudo, está previsto que o furacão permaneça em um nível elevado até que atinja o solo", informou em um relatório o Centro Nacional de Furacões dos Estados Unidos (NHC, na sigla em inglês).

O México emitiu um alerta de furacão para a região da Baixa Califórnia. O NHC previu inundações costeiras consideráveis e informou que "os preparativos para proteger a vida e as propriedades deveriam ser finalizados rapidamente".

O Centro estimou que o fenômeno causará entre 130 e 250 milímetros de chuvas na parte sul da Baixa Califórnia.

(Reportagem adicional de Susy Buchanan, em Los Cabos, de Brian Love, em Paris, e de Angel Gutiérrez, na Cidade do México)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG