Furacão Ike perde força mas continua perigoso

MIAMI - O furacão Ike que se desloca pelo Atlântico Norte foi rebaixado da categoria 4 para a 3, mas continua representando uma ameaça para os países do Caribe e os Estados Unidos, informou o Centro Nacional de Furacões (NHC) americano.

Redação com agências internacionais |

Com ventos de 205 km/h, o furacão que afeta a parte oeste do Atlântico está neste momento na categoria 3 da escala Saffir-Simpson, que vai até 5.

O NHC informou que o Ike continua sendo perigoso e deve se transformar em um grande furacão em alguns dias.

Hanna devasta o Haiti

Pelo menos 136 pessoas morreram em conseqüência da passagem de Hanna - a terceira tempestade tropical a atingir o país caribenho nas últimas semanas.

Descrevendo a situação do Haiti como "catástrofe", o presidente René Préval advertiu que a verdadeira extensão dos danos e o número de mortos pela tormenta só serão conhecidos quando o nível das águas baixar.

O coordenador de ajuda humanitária das Nações Unidas (ONU) para o Haiti, Joel Boutroue, disse que 600 mil pessoas precisam de auxílio no país, por causa de inundações causadas pela tempestade tropical Hanna. Em entrevista à BBC, Boutroue advertiu que a situação pode se agravar nos próximos dias em áreas como a cidade de Gonaives, no nordeste do país, onde 70 mil pessoas estão vivendo em abrigos temporários.


Hanna deixou mais de 130 mortos no Haiti / AP

Temporada agitada

A tempestade tropical Josephine também atravessava o Atlântico rumo a oeste, seguindo na esteira do Ike mas perdendo força.

Esse grande número de fenômenos climáticos do tipo ocorre depois da destruição provocada pelo furacão Gustav no Caribe e na costa da Louisiana. O Gustav saiu do mar a oeste de Nova Orleans, poupando em grande parte a cidade devastada pelo furacão Katrina três anos atrás.

A sequência de tempestades comprova as previsões de que a temporada de furacões deste ano, que dura seis meses, será agitada, apesar de não ser provável que supere o recorde de 2005, quando foram registradas 28 tempestades tropicais, entre as quais o Katrina.

Leia mais sobre Ike

* Com AFP e EFE

    Leia tudo sobre: furacões

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG