HAVANA (Reuters) - O governo cubano informou na sexta-feira que sete pessoas morreram na passagem do violento furacão Ike, que provocou muitos danos no setor agrícola e na área de infra-estrutura, gerando milhões de dólares em prejuízos. No domingo, o Ike atingiu a parte leste de Cuba como um violento furacão de Categoria 3, inundando vários vilarejos e provocando a derrubada de 320 mil moradias.

'Lamentável perda de sete vidas humanas na passagem do Ike' é uma das manchetes desta sexta-feira do jornal Granma, do governista Partido Comunista.

'A perda de sete vidas humanas na passagem do recente furacão não resultou apenas dos efeitos diretos do Ike, mas também da falta de observância das estritas medidas determinadas pelo sistema de Defesa Civil',afirmou o diário.

O governo cubano já havia registrado, nesta semana, quatro mortes em consequência do furacão e disse que 'o país foi praticamente varrido' pelo Ike, que atravessou Cuba de ponta a ponta.

(Reportagem de Nelson Acosta)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.