Furacão Hanna deixa 26 mortos no Haiti

Pelo menos 26 pessoas morreram nesta terça-feira, em diversas cidades do Haiti, devido à passagem do furacão Hanna, informaram as autoridades locais.

AFP |

A população mais afetada foi a de Gonaives, uma cidade de 300.000 habitantes situada no noroeste do Haiti e que ficou totalmente inundada pelo transbordamento de três rios da região, revelou um oficial da polícia.

"É uma avaliação parcial. Não é possível entrar em Gonaïves neste momento", disse o prefeito da cidade, Stephen Moïse.

Hanna provocou fortes chuvas no Haiti, onde na semana passada o furacão Gustav deixou 77 mortos.

Após perder força, Hanna se transformou em tempestade tropical, com ventos de 100 km/h, informou nesta terça-feira o Centro Nacional de Furacões (NHC), sediado em Miami (Flórida).

A Federação Internacional da Cruz Vermelha lançou um apelo nesta quarta-feira para arrecadar 1,6 milhão de dólares, quantia que será destinada aos países do Caribe devastados pelo furacão Gustav, em particular Haiti, Jamaica e Cuba.

"Esta ajuda permitirá entregar artigos de higiene e de cozinha, mosquiteiros, material de construção e água potável às vítimas do furacão, que em sua passagem pelo Caribe e sul dos Estados Unidos deixou mais de 100 mortos", afirma um comunicado da Cruz Vermelha.

"Nossa tarefa começou muito antes da passagem do furacão pelo Caribe. No entanto, precisamos de mais recursos para conntinuar ajudando 7.000 famílias e facilitar seu retorno a uma vida normal", explicou o coordenador das operações de ajuda da Cruz Vermelha, Darío Alvarez.

hmn/fp/cn

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG