Furacão Earl deixa 200 mil sem energia elétrica em Porto Rico

Temor é que furacão, que pode chegar quinta-feira aos EUA, cause ainda mais estragos na costa leste americana

iG São Paulo |

Ao menos 200 mil ficaram sem energia elétrica e inúmeras estradas foram cortadas com a passagem do furacão Earl a 150 quilômetros de Porto Rico, na madrugada desta terça-feira. Diante de um saldo preocupante, o governador do território, Luis Fortuño, garantiu que as autoridades trabalharão para restabelecer o abastecimento de energia elétrica e de água, cuja falta pode ter atingido cerca de 30 mil em toda a ilha.

AP
Passagem do furacão por Porto Rico destruiu moradias, estradas e deixou moradores sem luz (30/8)
A passagem do furacão pela região de Porto Rico também provocou queda de postes, o que deve deixar algumas localidades sem luz por mais de 24 horas. Nesta terça-feira cerca de 100 ainda permaneciam em refúgios, mas a previsão era de retorno para suas residências dentro de um dia.

O diretor da Autoridade de Portos, Alberto Escudero, assinalou que o Aeroporto de San Juan retomaria as atividades ainda nesta terça-feira. O porto de San Juan, no entanto, permanecerá fechado.

Autoridades porto-riquenhas não divulgaram dados sobre mortes durante a passagem do furacão Earl. Com ventos de 215 km/h, o furacão se afastava de Porto Rico nesta terça-feira e poderá alcançar a costa leste dos Estados Unidos na quinta-feira . Com trajetória noroeste, o temor é de que o furacão c ause estragos na Geórgia e nas Carolinas dentro de dois dias.

Earl é um furação de categoria quatro na escala Saffir Simpson, que vai até cinco. Em sua passagem, o Earl destruiu moradias, arrancou árvores, bloqueou estradas e provocou cortes em Porto Rico e em outras nações do Caribe.

*Com EFE e AFP

    Leia tudo sobre: furacãoearlatlânticoeuaporto rico

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG