Furacão Bill provoca ondas gigantes no Atlântico e ameaça Bermudas

O furacão Bill avançava nesta quinta-feira pelo norte do oceano Atlântico com ventos de até 205 km/h, que provocaram ondas gigantes no norte das Antilhas menores, em Porto Rico e na ilha Hispaniola, informou o Centro Nacional de Furacões americano (NHC).

AFP |

Às 21H00 GMT, o olho do furacão Bill estava 960 km ao sul do arquipélago das Bermudas e 1.735 km a sudeste de Cabo Hatteras, na Carolina do Norte, Estados Unidos, informou o NHC, cuja sede fica em Miami.

O arquipiélago das Bermudas está sob alerta de furacão, já que o Bill deve se aproximar de seu território na manhã de sábado.

O furacão mantém sua trajetória para o noroeste e se desloca a 30 km/h. Especialistas calculam que seu olho passará por mar aberto entre as Bermudas e o território americano nas primeiras horas do sábado, indicou o NHC.

O Bill é um furacão de categoria 3 na escala Saffir-Simpson, que mede a intensidade dos ventos e vai até cinco. Um fortalecimento está previsto para as próximas 24 horas, e o Bill pode ser promovido na sexta-feira a furacão de categoria 4, com ventos superiores a 210 km/h.

"As ondas gigantes geradas por este furacão estão afetando o nordeste das Antilhas menores, Porto Rico e a ilha Hispaniola", que é compartilhada por República Dominicana e Haiti, informou o NHC.

"Nos próximos dias, as ondas gigantes devem começar afetar as Bahamas, as ilhas Bermudas, a costa leste dos Estados Unidos e o Canadá (...), podendo causar ondas extremamente perigosas", advertiu o NHC.

jco/ap

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG