Funeral de Salvador Allende é adiado por acidente aéreo no Chile

Corpo de ex-presidente foi exumado para nova perícia que confirmou o suicídio em 1973

AFP |

AFP
Foto não datada do ex-presidente chileno Salvador Allende (1908-1973) o mostra discursando durante o 5º aniversário do Partido Comunista do Chile
O funeral do ex-presidente socialista chileno Salvador Allende, que deveria ser realizado neste domingo em Santiago após a exumação de seus restos para uma investigação judicial, foi suspenso devido ao acidente de um avião militar com 21 passageiros na ilha Robinson Crusoé.

Os restos de Allende (1908 - 1973), que governou o Chile entre 1970 e 1973, foram exumados do Cemitério Geral de Santiago no dia 23 de maio, no âmbito de uma investigação que buscava esclarecer as circunstâncias de sua morte, em meio ao golpe de Estado que instaurou a ditadura de Augusto Pinochet. A perícia a qual o corpo foi submetido confirmou que o presidente socialista se suicidou em meio à chegada ao poder dos militares, que puseram fim ao seu governo, descartando a tese de que poderia ter sido assassinado.

Neste mês, o governo chileno reconheceu mais 9,8 mil vítimas da ditadura militar aumentando o total de mortos, torturados e presos políticos para 40.018. A decisão é fruto de um esforço de 2004, que determinou que 27.153 sobreviventes mereciam uma compensação financeira.

    Leia tudo sobre: chileallendeditadura chilena

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG