Fundição chinesa acusada de envenenamento de crianças com chumbo é atacada

Pequim, 17 ago (EFE).- Centenas de pessoas atacaram hoje uma fundição de zinco e chumbo à qual atribuem o envenenamento de pelo menos 615 crianças na província nordeste de Shaanxi, segundo informou a agência oficial Xinhua.

EFE |

Os manifestantes romperam uma cerca de 300 metros da fábrica Dongling Lead and Zinco Smelting Co., na cidade de Changqing, e posteriormente entraram no local.

Segundo a agência estatal, as testemunhas explicaram que uma dezena de caminhões foram destroçados antes de mais de uma centena de policiais chegarem à fábrica para restabelecer a ordem.

Ontem, as autoridades chinesas anunciaram que as análises de resíduos revelam a responsabilidade da empresa pelo envenenamento de mais de 600 crianças.

A intoxicação por chumbo afeta os sistemas nervoso e reprodutivo, além de provocar anemia e pressão sanguínea alta. Nos casos mais graves, pode levar ao coma e inclusive à morte.

A instalação, que pertence ao grupo Dongling, um dos conglomerados privados mais fortes da China, começou a funcionar em 2006 e produz dez mil toneladas de chumbo e zinco ao ano, além de 70 mil toneladas anuais de carvão. EFE gmp/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG