Fundamentalistas detidos por atentados terroristas fogem no Marrocos

Rabat, 7 abr (EFE).- Nove presos fundamentalistas condenados pelos atentados terroristas de maio de 2003 em Casablanca conseguiram fugir hoje da prisão central de Kenitra, informaram à Agência Efe fontes da administração penitenciária do Marrocos.

EFE |

Dois dos presos que fugiram estão condenados à pena capital, enquanto os outros quatro receberam apenas penas de prisão perpétua e os outros três receberam penas de 20 anos de prisão.

A fuga foi descoberta na manhã de hoje pela administração penitenciária após a contagem diária dos detentos.

Os fundamentalistas conseguiram fugir através de um túnel escavado até a saída da prisão a partir das duas celas nas quais estavam detidos, acrescentaram as fontes.

Na história deste centro penitenciário há várias tentativas de fuga fracassadas por causa de suas fortes medidas de segurança e das duas enormes muralhas que a cercam. EFE.

hm/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG